<

Cursos em Destaque

Portugueses acreditam ter formação necessária para funções que exercem

Quase 70% da população considera ter um nível de escolaridade suficiente para o trabalho que ocupa, conclui um estudo, que constata que a maioria dos portugueses gostava de ter mais qualificações, mas não pensa voltar a estudar.

O estudo, a que a agência Lusa teve acesso e que foi realizado para o think tank de educação Edulog, da Fundação Belmiro de Azevedo, conclui que a maioria da população (68%) considera que tem um nível de escolaridade suficiente face às exigências do mercado de trabalho.

Ver Noticia completa | 06-12-2016


Profissionais de saúde do Centro vão ter formação para prevenção de violência doméstica

A região Centro vai dispor, em 2017, de ações de formação para prevenção da violência doméstica, dirigida a profissionais do setor da saúde, disse hoje o psiquiatra João Redondo, especialista e investigador naquela área.

Ver Noticia completa | 23-11-2016


Certificações continuam a reforçar competências em TI

A certificação continua a ser uma mais-valia no currículo profissional, dinamizando a procura de cursos específicos e a actualização de competências nas áreas tecnológicas, à medida da evolução do conhecimento e da lógica de formação contínua.

Mesmo na actual conjuntura económica, as áreas de tecnologias da informação continuam a estar entre as que garantem melhor nível de empregabilidade e de evolução da carreira profissional, pelo que não é de estranhar que continuem a ser as mais procuradas em termos de formação.

Ver Noticia completa | 03-01-2013


Formação vai receber 673 milhões

Fundos comunitários do POPH destinados à Educação.

Para 2012, o Governo conta com 673 milhões de euros de fundos comunitários no âmbito do Programa Operacional Potencial Humano (POPH). Ao que o Diário Económico apurou, são três as grandes áreas de intervenção e a maior fatia (400 milhões de euros) destina-se a qualificação inicial de jovens, através do financiamento de cursos profissionais. Contam-se ainda 84 milhões em bolsas de acção social para estudantes do ensino superior, bolsas de Doutoramento e de pós-doutoramento e mais 78 milhões de euros canalizados para formação que promova a inclusão de públicos desfavorecidos e apoio a equipamentos sociais. O restante será atribuído a outras áreas.

Ver Noticia completa | 14-11-2011


Protocolo reforça formação nos cuidados paliativos

Mais de mil profissionais de saúde vão ter formação nesta área. Responsáveis pelos serviços apelam à desburocratização para reduzir o tempo de espera.

Foi assinado esta quinta-feira um protocolo entre o Ministério da Saúde e a Fundação Calouste Gulbenkian na área dos cuidados paliativos, no valor de um milhão de euros.

Ver Noticia completa | 11-04-2011